Além do Plano de Dados M2M – Saiba o que mais você precisa

Além do Plano de Dados M2M – Saiba o que mais você precisa

Você está procurando uma operadora M2M? Já parou para pensar em todos os detalhes que envolvem a implementação de uma solução desse tipo? Será que apenas contratar um plano é o suficiente? 

Com o objetivo de ajudar a responder essas perguntas, elaboramos este post, que vai explicar o que é preciso para montar uma operação M2M que seja eficaz. 

O que é preciso para montar uma operação de dados M2M?

Em geral, as operadoras M2M são a primeira coisa que vem à mente ao pensar em implementar uma solução desse tipo. Na realidade, esse é um fator de grande relevância, afinal, é por meio da contratação de um plano de chips que você terá acesso à disponibilização do serviço para sua empresa. 

No Brasil, as principais operadoras M2M são: 

  • Claro
  • TIM 
  • Vivo
  • Oi
  • Datatem
  • Algar 
  • Arqia

No entanto, além da escolha de planos M2M, existem outros aspectos que devem ser levados em consideração para que a  estratégia seja capaz de trazer os resultados esperados. Veja 5 fatores que precisam ser analisados com atenção. 

1- Definição de objetivos

O primeiro passo ao pensar em aderir um plano M2M é traçar quais são os objetivos que deseja alcançar e, a partir disso, montar um planejamento do processo de implantação. Dessa forma, a organização vai ter uma base sólida que auxilie na tomada de decisões assertivas. 

Só para exemplificar, para escolher uma operadora M2M  é necessário fazer comparações de preços e pacotes, conhecendo as características oferecidas por cada serviço. Caso o empreendimento não tenha definido as metas que pretende atingir, fica mais difícil saber qual plano vai ser capaz de atender às suas necessidades e corre maior risco de fazer uma escolha inadequada.

2- Mapeamento dos dispositivos

Outro fator que precisa fazer parte da análise são os dispositivos que vão receber os chips M2M. Nesse sentido, é preciso conhecer os modelos dos aparelhos e se certificar de que realmente são compatíveis com a tecnologia. 

Além disso, é fundamental mapear quantos equipamentos estarão incluídos no plano M2M e o nível de uso a fim de contratar um plano que dê suporte a quantidade de dados desejada. Com isso, a empresa desde o início evita pagar por itens ociosos. 

3- Gestão de faturas

O gerenciamento de faturas dos chips M2M é essencial para garantir que o negócio não gaste além do que realmente é necessário com o serviço. Afinal, com vários SIM Cards operando ao mesmo tempo, certificar-se de que nenhuma linha está sofrendo cobranças indevidas se torna uma tarefa impossível de ser realizada manualmente. Por isso, é útil investir em uma plataforma M2M que auxilie na identificação dessas cobranças adicionais e ainda identifique oportunidades de redução de valores. 

4- Ferramenta de monitoramento de dados

Além do plano de dados M2M, é importante escolher uma ferramenta de monitoramento de dados. Dessa forma, o gestor consegue avaliar em tempo real o consumo de cada linha e traçar o perfil de uso do negócio. 

Assim, existe a chance de fazer ajustes e adaptar o serviço para a realidade do empreendimento, reconhecendo quais máquinas usam mais dados e quais consomem menos. 

Pensando nisso, que tal conhecer a plataforma de gestão BR Captura? Garanta uma boa gestão de conectividade por monitorar o uso de dados M2M de sua empresa!

5- Rastreamento ERB

Vale lembrar que a comunicação M2M (Machine to Machine), em português, “Máquina para Máquina” acontece por meio dos sinais das operadoras transmitidos pelas ERBs (Estação Rádio Base), popularmente conhecidas como “Antenas” ou “Torres de celular”. 

Em vista disso, é útil consultar qual é a qualidade do sinal de uma determinada operadora em sua região, antes de contratar um plano M2M. E mesmo após a contratação, é válido buscar por uma plataforma M2M que ajude a mapear situações em que um chip possa apresentar falhas devido à queda do sinal. 

Por onde eu começo?

Como vimos, há vários aspectos que envolvem uma operação com tecnologia M2M, além da contratação do plano e aquisição dos SIM Cards.

Apesar de parecerem muitos, vários deles podem ser contemplados com a contratação de uma ferramenta unificada de gerenciamento. 

A BR Captura é uma plataforma M2M que dispõe de funcionalidades que englobam mapeamento de dispositivos, gestão de faturas, monitoramento de dados e mapeamento por ERB, além de outros. Entre em contato para tirar dúvidas ou solicitar um orçamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.