Gestão de contas: como controlar os gastos com os chips M2M?

Gestão de contas: como controlar os gastos com os chips M2M?

Como funciona a gestão de contas na sua empresa? Existe alguma forma de otimizar esse processo e garantir maior eficácia? É fundamental pensar nessas questões, já que o sucesso empresarial depende do bom controle financeiro. 

Mas, afinal, o que é gestão de contas e qual é a sua importância? Por que é útil considerar a implementação de uma plataforma específica para gestão de conectividade? Quais são os benefícios de fazer isso para o seu negócio? Confira as respostas durante a leitura do artigo. 

Bom proveito!

O que é gestão de contas?

A gestão de contas, como o próprio nome sugere, é um procedimento que tem por objetivo administrar as contas a pagar e a receber de uma empresa a fim de manter o registro financeiro regular das entradas e saídas. 

Ou seja, para o bom acompanhamento da situação financeira da organização, é essencial que o gestor saiba quais foram as receitas durante um período específico. Além disso, também é fundamental verificar as despesas. Esses custos podem ser divididos em 2 categorias principais: 

  • Fixos: seguem um padrão constante, sendo menos provável que apresentem alterações no preço;
  • Variáveis: sofrem oscilações no valor de acordo com o funcionamento das atividades empresariais.

Qual é a importância do controle de contas?

Em primeiro lugar, a gestão de contas permite a criação de um planejamento estratégico, já que auxilia no diagnóstico da saúde financeira. Dessa forma, é possível descobrir quais são os maiores gastos do empreendimento e buscar maneiras de reduzir esses valores, aumentando o lucro final. 

Esse é o caso, por exemplo, dos chips M2M. Em certas circunstâncias, a organização paga uma quantia a mais pelo pacote de serviços do que realmente consome. Ou talvez, há linhas que nem sequer estão em funcionamento, mas são cobradas pela operadora sem a empresa perceber. Isso ocorre devido à dificuldade de se gerenciar um grande número de linhas, e, consequentemente, um grande número de informações nas faturas ao mesmo tempo.

Nessas situações, um bom controle das faturas ajuda a descobrir o problema e a encontrar soluções que garantam a economia

Porém, é válido destacar que, em geral, as empresas ainda fazem a gestão de contas com ferramentas não-unificadas, como planilhas, o que torna impossível a identificação das variações no consumo de determinados serviços, como a conectividade M2M. 

Sendo assim, é importante investir em uma gestão mais específica para a análise desses dados. Confira!

Como fazer a gestão de conectividade?

Além de contratar o plano com a operadora, é necessário escolher uma ferramenta de gestão de conectividade. Mas, por que isso é importante?

Na realidade, o processo de gerenciamento de chips M2M envolve a análise de inúmeras informações diferentes. Entre essas, estão incluídas:

  • Atualizações de consumo;
  • Valores de faturas;
  • Contratos de cada pacote;
  • Problemas de funcionamento. 

Por isso, é interessante considerar a contratação de um software específico para a gestão de conectividade, uma vez que proporciona mais agilidade e auxilia na tomada de decisões mais assertivas com respeito ao uso de dados. Veja mais sobre os benefícios dessas aplicações para a sua empresa. 

Por que é vantajoso usar uma ferramenta de gestão de conectividade?

Veja 4 exemplos que demonstram o porquê usar uma plataforma de gestão de conectividade é vantajoso para a sua empresa.

1- Rastreamento de consumo

Primeiramente, a gestão de conectividade com o uso de uma plataforma permite que a empresa identifique o seu perfil de consumo de dados. Assim, existe a possibilidade de saber qual é o pacote ideal para suprir as suas necessidades. 

Ou seja, na hora de fazer o planejamento financeiro, o gestor terá acesso a informações concretas sobre a utilização do M2M por sua companhia. Com isso, as unidades não utilizadas podem ser canceladas, visando a otimização dos recursos financeiros com gastos de conexão e telefonia

2- Manutenção das operações

Outro ponto positivo da implementação de um software para gerenciamento de conectividade, é que isso facilita o bom andamento das operações empresariais, já que as alterações nos status de consumo são atualizadas automaticamente e em tempo real. 

Portanto, não há necessidade de esperar que a franquia de dados acabe para solicitar uma ampliação do pacote. Afinal, isso poderia resultar em grandes prejuízos para a organização. 

Só para ilustrar, imagine que você use o chips M2M para conseguir ofertar diferentes meios de pagamentos para seus clientes, como o cartão de crédito ou débito. Caso os dados da maquininha acabem, isso significa que muitas vendas podem ser perdidas e o consumidor, talvez, migre para a concorrência. 

Nessa situação, além da perda financeira, também há a chance de ocorrer danos para a imagem da marca, visto que as pessoas podem deixar de indicar o negócio para a família e amigos por causa da falha no método de pagamento. 

Em contrapartida, com o auxílio de uma plataforma de gestão de conectividade, você consegue garantir que a operação não seja interrompida por receber alerta personalizado sobre o nível de uso dos dados.

3- Redução de custos

Os gastos resultantes do consumo excessivo provocam um aumento expressivo na fatura, podendo chegar a até 30% a mais. Em alguns casos, dependendo do contrato, ao ultrapassar o limite de dados de um pacote, a operadora cobra pelo uso a mais em vez de bloquear o serviço. Em geral, esses valores são de, no mínimo, R$1,00 por cada MB excedente. 

Por outro lado, o uso de uma plataforma para gerenciamento de chips M2M permite a visualização do padrão de consumo. Com isso, a empresa pode fazer um upgrade do plano antes de ultrapassar o limite contratado, reduzindo os custos. 

4- Otimização do tempo

A verdade é que existem muitas responsabilidades importantes que o gestor precisa cumprir para assegurar o bom funcionamento do empreendimento. Por isso, nem sempre é viável fazer o acompanhamento de faturas manualmente, já que isso demanda muito tempo. 

Por outro lado, com o uso de uma plataforma de gestão de conectividade, você consegue acessar todas as contas referentes ao serviço de dados M2M de uma única vez. Também, no mesmo sistema, é possível comparar os contratos com os valores cobrados e o consumo total.

Desse modo, a equipe do financeiro consegue finalizar mais rapidamente o processo de controle de contas, sem perder o foco de outras atividades essenciais para a organização, mantendo um bom ritmo de produtividade. 

Em resumo, o gerenciamento de contas é a avaliação dos valores a receber e a pagar da empresa, sendo um método importante de verificação da saúde financeira do empreendimento. Entre as despesas analisadas, encontram-se os gastos com os chips M2M.

Nesse sentido, o ideal é contratar uma plataforma de gestão de conectividade com o objetivo de assegurar a administração adequada desse serviço, resultando em benefícios, como a boa manutenção das operações, otimização do tempo e melhor acompanhamento de consumo. 

Então, que tal investir em uma solução completa de gestão de conectividade? Saiba como a BR Captura pode ajudar o seu negócio a fazer isso!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.